Segundo estudos do Hospital Israelita Albert Einstein, há, aproximadamente, dois milhões de casos de aneurisma cerebral por ano no Brasil.

O problema se caracteriza pela dilatação anormal de uma artéria do cérebro, que pode romper ou não. Caso tenha algum caso na família, é importante fazer a avaliação o quanto antes para controlar os fatores de risco, como hipertensão arterial, e tentar evitar um rompimento futuro.



O principal sintoma de que a situação está se tornando crítica é uma dor de cabeça súbita e forte e, nesses casos, deve-se procurar uma unidade de emergência imediatamente.

Para todas as pessoas, é possível fazer a prevenção tendo uma vida saudável, sem abusar de álcool, cigarro e outras drogas.

Para saber mais acesse www.mulhercoracao.com.br

 

 

RUA BOTUCATU, 572 - CJ. 112 - SĂO PAULO - SP - CEP 04023-061
TEL (11) 5908-8385 / E-MAIL: SBCM@SBCM.ORG.BR