Confira aqui a versão digital completa

 

 

 


 

História da Sociedade Brasileira de Clínica Médica

A Sociedade Brasileira de Clínica Médica foi criada em 1989, uma época em que, graças aos recursos tecnológicos cada vez mais sofisticados, a medicina começava a viver um grande avanço. As máquinas passaram a mostrar o homem por dentro, e o laboratório passou a colocar à disposição do médico exames importantes para o diagnóstico das doenças.

Porém, por este motivo as grandes escolas médicas passaram a ter em seus currículos um ensino cada vez mais tecnocrata e menos humanista. Neste período, importantes médicos clínicos consideravam não haver mais espaço para a criação da Sociedade Brasileira de Clínica Médica. Pensava-se que os novos médicos se preocupariam em conhecer melhor as sub-especialidades, inconscientemente valorizando mais a doença que o doente e perdendo a noção da “obrigatoriedade de tratar o homem que está doente, e não a doença que ele possui”, perdendo assim o compromisso social, tão importante na prática médica.

Neste contexto, a Sociedade Brasileira de Clínica Médica foi criada com o propósito de resgatar a relação médico-paciente e o humanismo na prática médica. Para isso, a SBCM vem lutando dia-a-dia para as escolas médicas voltarem a ter um compromisso ético com as comunidades em que estão inseridas, contemplando a formação generalista dentro de uma visão humanista, que é a base do médico que hoje trabalha com programas como Saúde da Família e Comunidade.

A SBCM tem como principal objetivo resgatar a dignidade e a importância do médico clínico. Este trabalho vem sendo feito através da defesa, da valorização e do aprimoramento dos clínicos brasileiros, para que eles se tornem os verdadeiros integradores de toda a prática médica. Mais valorizados, os clínicos podem desenvolver junto às outras especialidades o caráter humanista inerente à medicina.

A SBCM teve como sede inicial uma sala nas dependências da AMB (Associação Médica Brasileira). Dois anos depois de sua fundação foi realizado na cidade de Belém (PA) o 1° Congresso Brasileiro de Clínica Médica, que teve 800 participantes, evento que proporcionou aos médicos a primeira Prova para obtenção de Título de Especialista em Clínica Médica.

Filiada à AMB e reconhecida pelo American College of Physicians, a Sociedade Brasileira de Clínica Médica cresceu a cada ano e se expandiu pelo país com a criação de regionais. Hoje ela é representada em 18 estados e conta com mais de 12 mil sócios em todo o país. A SBCM está credenciada pela AMB e pelo CFM a realizar também a Provapara Obtenção de Certificado de Área de Atuação em Medicina de Urgência. Seus congressos reúnem uma média de público de cinco mil participantes. Desde 1996 ela tem uma sede própria, onde seus sócios podem ser atendidos com mais conforto e rapidez.

Outra grande conquista da SBCM foi a alteração da Residência Médica. Hoje, são obrigatórios dois anos de residência em Clínica Médica para o médico poder ingressar em outra especialidade da área clínica. Certamente, esta é uma das mais importantes contribuições da SBCM aos médicos brasileiros.

Hoje, a SBCM luta ainda conta a abertura indiscriminada de escolas médicas, que atendem interesses particulares e vantagens econômicas em locais onde não há justificativa para suas inserções; contra a falta de compromisso ético de inúmeras escolas particulares para com a comunidade, seus alunos e professores; e contra centros universitários que gozam de vantagens das universidades, mas não têm o compromisso com a extensão e com a pesquisa, o que é inconcebível em se tratando de ensino médico.

RUA BOTUCATU, 572 - CJ. 112 - SĂO PAULO - SP - CEP 04023-061
TEL (11) 5908-8385 / E-MAIL: SBCM@SBCM.ORG.BR