À zero hora de 4 de novembro de 2018, inicia-se o horário de verão nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. Os relógios devem ser adiantados em uma hora, permanecendo assim até 16 de fevereiro de 2019.

Com a mudança, muitos questionam os reais impactos causados no organismo, já que ao adiantar os ponteiros, nosso sistema cronobiológico, que envolve todo o condicionamento, pode eventualmente se alterar da mesma maneira do que quando fazemos uma viagem para outro país e sofremos com o jetlag, a descompensação horária provocada pela alteração do fuso.



Portanto, se acostumar com o novo horário pode não ser tarefa fácil, fazendo com que o horário de verão seja amado por muitos que desejam gozar de dias mais longos, mas também odiado por aqueles que encontram dificuldades nessa adaptação.

Neste período, para as pessoas propensas a estas situações, pode-se recomendar, melhor adaptação, principalmente da rotina do sono, adiantar o relógio paulatinamente, preparando-se para a hora da virada.

 

 

RUA BOTUCATU, 572 - CJ. 112 - SĂO PAULO - SP - CEP 04023-061
TEL (11) 5908-8385 / E-MAIL: SBCM@SBCM.ORG.BR